Nesse sentido, se a pessoa trabalha com saúde, deve entender da área; se lida com o setor automobilístico, também. Para quem está buscando saber como se tornar cientista de dados, é importante lembrar que é possível entrar na área sem ter todos esses conhecimentos completamente desenvolvidos. No entanto, eles serão essenciais ao longo da sua jornada como data scientist. Digamos que a equipe de vendas precisa de projeção do número de vendas para um determinado momento do ano ou ainda precisa estimar a demanda para alguns produtos. Outros setores podem necessitar de análises de dados que chegam via streaming para decisões em tempo real.

No mesmo sentido, crescem também as ofertas de cursos na área, como o oferecido pela Estácio. A carreira de Cientista de Dados exige dedicação aos estudos, aquisição de habilidades em técnicas diversas e domínio de conhecimentos interdisciplinares. Essa exigência bootcamp de programação elevada contribui para a valorização e escassez de profissionais de Ciência de Dados no mercado atual. As empresas que ainda não se ligaram que o mundo está acontecendo quase 100% no mundo digital está precisando de um GPS para se localizar no mercado.

Regiões do Brasil que mais contratam cientistas de dados

Esses dados podem ser dos clientes como comportamento de compra ou feedbacks, do nicho de mercado ao qual a empresa está inserida e até mesmo de concorrentes, analisando possíveis tendências de mercado. Os caminhos que a tecnologia está tomando apontam para um futuro do trabalho onde os dados são cada vez mais relevantes. Seja como analista de dados ou cientista de dados, essas profissões estão em alta demanda, e continuarão nos próximos anos. Ele se baseia em conceitos como o machine learning para criar novos padrões e encontrar recursos ou produtos novos. Seu papel tem um olhar para o futuro, interpretando as informações de agora com foco na criação de novas oportunidades para a empresa. Além das informações do mercado, são os dados gerados pela própria empresa que servem como base para a atuação do analista.

O pensamento crítico é uma das habilidades essenciais em uma pessoa cientista de dados. Como é possível perceber, o salário de um cientista de dados pode variar bastante, já que depende de diversos fatores, como nível de experiência, senioridade do cargo, localização, empresa, atribuições do cargo, etc. Por ser um cargo em crescente demanda no mercado, os cientistas de dados podem receber uma compensação salarial bastante satisfatória. Durante https://blogdovalente.com.br/noticias/2023/12/curso-de-cientista-de-dados-porque-voce-deve-dar-este-passo/ esse processo, o cientista de dados utiliza métodos de design (aplicados à ciência dos dados) na interação com os stakeholders relacionados com o problema ou a oportunidade. E dentro deste universo em expansão, uma quantidade imensurável de informações foram sendo criadas, abrindo espaço para ainda mais profissões. Uma delas é a do Cientista de Dados, especialistas analíticos que coletam e interpretam informações para resolver problemas.

Compreensão de ética em Data Science

Para se tornar cientista de dados, é necessário desenvolver certas competências e habilidades, por isso a PUC Minas criou a especialização em Ciência de Dados e Big Data. Essa pós-graduação é voltada para profissionais formados em Sistemas de Informação, Ciência da Computação, Engenharia de Computação e tecnólogos da área de TI. Ela busca soluções por meio de uma metodologia, ou seja, alguma ferramenta de análise de dados.

  • Agora, é preciso aprofundar e compreender quais os principais comportamentos dos usuários que utilizam um determinado serviço.
  • Além disso, a pessoa cientista de dados também precisa ser curiosa e estar disposta a trabalhar no campo das hipóteses, testando e identificando novas informações com frequência.
  • Evitar gastos e riscos financeiros, estimar o quanto ela vai vender e lucrar no próximo ano, facilitar a personalização de produtos e serviços para usuários são alguns desses impactos.
  • Em seguida, um designer transformará as informações graficamente para a melhor compreensão de outros setores da empresa.

É com base nos dados que os gestores e suas equipes conseguem tomar decisões mais precisas e fundamentar suas ações em busca de resultados mais significativos. Se você deseja seguir uma dessas opções, saiba que há várias maneiras de se preparar. Uma das mais importantes é desenvolver suas habilidades investindo em qualificação profissional. Para isso, o analista de BI usa técnicas de análise de dados, visualização de dados e modelagem de dados. O cientista de dados, para trabalhar com BI, precisa ser uma pessoa com forte pensamento crítico e habilidades de resolução de problemas. Em suma, desenvolver a técnica é importante, mas o pensamento estratégico de negócios não pode ser ignorado, pois ele é fundamental para o dia a dia de trabalho de um cientista de dados.

NOSSOS CURSOS

A entrega de informações preditivas relevantes é o resultado  de um projeto de data science. Com esse grande e complexo volume de dados circulando, e com o grande potencial que eles possuem, é mais do que essencial a presença e o background do cientista de dados. Quem deseja trabalhar como cientista de dados precisa ficar atento as habilidades comportamentais também, que já se tornaram um fator decisivo de contratação em recrutamentos. Ela descreve perfeitamente o mundo contemporâneo, em que o grande voluma de informações gerado todos os dias se tornaram matéria-prima para o crescimento de negócios dos mais diferentes segmentos. Um exemplo, são jornalistas que aprendem a coletar dados de serviços de streaming de música e desenvolvem matérias analisando o consumo musical nacional.